segunda-feira, 26 de março de 2012

Vi um filme: Adeus, Lenin!

Um filme sobre uma mentira, e várias verdades.

Não consigo lembrar com exatidão quando vi este filme pela primeira vez, faz bastante tempo, e isto é o suficiente, pois  também já perdi a conta de quantas vezes o assisti. 
Parece até curioso pensar do que se trata o filme em questão, abordando "conteúdos" como: comédia, queda do muro de Berlin, drama familiar, cinema alemão e amor. E é por tudo isso, mas principalmente pelo maravilhoso roteiro que “Adeus Lenin” está desde então na minha lista de filmes favoritos. Abordando um tema não muito comum: a queda do muro de Berlin e as diferenças entre as “Alemanhas” socialista e capitalista, o longa possui uma maneira leve e engraçada de tecer as ligações históricas, as pessoais e fortes críticas, girando à partir da seguinte problemática: “O que você faria se sua mãe – socialista com fervor – acordasse de um coma e o muro de Berlin já não existisse mais?” Pois o protagonista terá que lidar com isso, criando a maior mentira de todas “A Alemanha socialista venceu!”.

Veja o trailer:



Quem atua no papel principal como Alex, o filho carinhoso e atrapalhado, é Daniel Brühl (que participou do famoso filme de Quentin Tarantino “Bastardos Inglórios”), junto à um time e enredo fantástico que vão até fazer com que os desacostumados parem de estranhar as palavras carregadas do idioma alemão.

O ponto chave da trama, e o ápice da loucura de Alex, é quando ele decide forjar programas de televisão para que sua mãe, trancada no quarto, possa se distrair sem saber da verdade do lado de fora.

No filme há uma ótima participação da Coca-Cola.

Uma comédia que me fez rir e pensar ao mesmo tempo. E a melhor parte é  que há o filme inteiro para assistir no youtube com legenda em português.


Nota da Wikipédia:
Vladimir Ilitch Lenin ou Lenine (...) foi um revolucionário e chefe de Estado russo, responsável em grande parte pela execução da Revolução Russa de 1917, líder do Partido Comunista, e primeiro presidente do Conselho dos Comissários do Povo da União Soviética. Influenciou teoricamente os partidos comunistas de todo o mundo (pelo seu perfil ético), e suas contribuições resultaram na criação de uma corrente teórica denominada leninismo (Ética de Estado). Diversos pensadores e estudiosos escreveram sobre a sua importância para a história recente e o desenvolvimento da Rússia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...